Arquivo da categoria: ARTE

Onde foi parar a fita K7?


Não dá pra imaginar o mundo antes da fita K7. Me lembro um dia que meu pai herdou um gravador de rolo, era um tesouro e um trambolho. Depois esse rolo virou um carretel pequeno, facilmente transportado e customizado. Editar as próprias músicas, gravar as pessoas e poder transportar isso com vc pra todo canto foi revolucionário.

Os primeiros gravadores e as fita K7 foram criado pela Philips mas foi a Sony que surpreendeu, no final dos anos 70, com o walkman. Meu primeiro walkman, da Sony, ganhei de um namorado que o pai dele havia trazido do Japão, foi  dos presentes mais incríveis que já tinha ganho, era portátil, podia customizar as músicas e tinha um fone de ouvido revolucionário. Aquele foi o início do som individual precursor dos Ipods da vida, (e hoje não conseguimos nos imaginar sem eles).

Perguntei pra alguns amigos e muitos ainda guardam com carinho as relíquias dos seus K7s pessoais, mas nunca mais as ouviram e nem sabem se ainda funcionam.


Outro dia, no bazar Ser Sustentável com Estilo da @chiaragadaleta, me apaixonei por uma bolsa, feita em tear, com fita k7, meu saudosismo atacou e não resisti.

Mas, o que mais me intriga é imaginar o conteúdo das informações que tem dentro dessas fibras, música, uma gravação de uma festa, a voz de uma criança ou um mapa astral?

Qual o segredo guardado dentro desse tecido sintético feito em tear manual. Olho pra ela e penso lixo ou luxo? A customização da informação gravada em uma fita magnética, que já foi de alta tecnologia, foi trabalhada como uma fio natural.

Seja qual for a resposta vou passear por aí com essas informações incógnitas.

Anúncios

10 Comentários

Arquivado em ARTE, CUSTOMIZAÇÃO, EXPERÊNCIA DE VIDA, GLAMOUR, MEUS LOOKS, VIAJEI

Video Mapping


O Vídeo mapping é uma pintura de luz na arquitetura, é considerada o futuro da projeção. Uma ilusão ótica através do mapeamento do espaço físico, imagens são projetadas  direto na arquitetura sem tela de projeção

O Processo é complexo e exige uma superprodução, mas dá pra ter uma idéia nesse vídeo da Casa Botines, um prédio criado por Gaudi na Espanha. Fachadas, colunas, janelas, portas, qualquer superfície pode ser mapeada. A primeira fase é a planta, a analise da potencia do projetor e as suas distâncias, depois é criado o conteúdo em vídeo que é sincronizado, com a ajuda de um software, as imagens o som os projetores gerando uma ilusão de ótica ou cenários.

Ou pode ser feita uma mega interferência como esse outro video, em Houston no Texas, George R. Brown Convetion Center

Essa semana fiz um curso de mapping na Escola São Paulo com o videoartista e diretor de arteJosé Luiz Sampaio, que desenvolveu uma linguagem própria de video arte

Depois de 4 dias de curso ele mostrou seu trabalho no show da Blubell, uma cantora empoderadíssima, com personalidade própria, que ainda vai dar o que falar,  ela lançou dia 21/01/2010 o seu segundo CD no Sesc Pompeia, com participação de Baby Brasil (outra mulher revolucionária que fez história). O evento foi ótimo os videografismos integradissimos na música com a direção de arte  foi um fechamento de curso com chave de ouro.

Aqui vai uma palhinha da música da banda da Bluebell, que canta na abertura do Seriado Aline da rede Globo, agora a referência do trabalho do Zé vc terá que esperar o proximo show ou a próxima aula dele.

Agora, mais uma referência de mapping aqui no Brasil que circulou pela rede no ano passado se vc não viu, veja pelo menos o final surpeendente desse trabalho

4 Comentários

Arquivado em ACONTECE, AMBiANCE, ARTE, FASHION

Democracia da Arte e da informação


Talvez vc não conheça o Gejo, o Maldito, pessoalmente mas já deve ter visto a arte dele pelas ruas da cidade. Gejo é um dos famosos personagens urbanos que levou o grafite dos muros pras galerias.

olha ele aí assinando suas obras, originais e serigrafías

Mesmo tendo conquistado a elite paulista ele não perdeu sua essência, pelo lado maldito ele é crítico, protesta, questiona, dialoga com personagens dando asas a vermes peçonhetos pseudo asquerosos.

7º FreeArt Fest

Primeiro Gejo interferiu na poluição visual da cidade, ele e sua turma pegavam, a noite, essas placas do tipo “vende-se” grafitava e devolvia, assim a arte era deixada na rua, portas de edifîcios, esquinas, pontos de onibus, pra quem tivesse afim de pegar.

porta da galeria no dia da abertura do FreeArt Fest

A brincadeira do artista que nunca deixou a rua virou evento, o Free Art FEST a Monica Figueiras topou o festival  e abriu a galeria. A proposta é: os artistas doam obras e a população pode pegar de graça, o movimento formal aconteceu.

 

Eu conheci Gejo, o Maldito na rede social e ele me convidou a participar, doei 5 fotos do meu arquivo de casas de parteiras, uma pra cada edição.

11:00, maior fila lá fora, nem sinal das senha, mas olha ele aí montando a exposição

A 7º edição do Fre ART fest foi dia 26 de março, na véspera o jornal Destaque (de circulação livre) fez uma matéria, veja bem o “poder dos gratuitos” uma midia free notíciando uma galeria de elite que doava arte a população, esse era o assunto do lado de fora.

Sabadão ensolarado,  a fila na Bela Cintra chamava  atenção, o primeiro chegou as 6:00 da manhã. Eu me achando prudente cheguei as 10:00 (fui número 71), moradores do bairro não entendiam nada, “arte de graça?” Alguns moradores iam pra fila também.

o segurança não acreditava "vão dar os quadro de graça mesmo?"

Chegava gente, chegava gente… todas as idades, todas as classes sociais, todas as classes culturais, sem privilégio. Quer uma obra? Fique na fila! Senha as 11:00.

Eu perguntei pro pessoal da fila, todos estavam ali ou por meio do jornal gratuito ou por meio da rede social que também é gratuita.

o senhor de idade está no meio dessa fila, eu fiquei onde esta o carro

Simplesmente incrível estar vivendo isso! Nem idoso, nem criança, nem expositor todo mundo tinha o mesmo direito. “ É por órdem de chegada, fila, senha, uma obra por senha!”


Muito burburinho, 200 senhas distribuídas, depois as portas da galeria foram abertas, um entre e sai de gente, um vai e vem, cada um namorando uma obra,

até às 14:00 quando as portas foram fechadas, mais tumulto,

o primeiro da fila escolheu a rosa azul

música, dança, arte ao vivo lá fora

o prazer também era do artista que doou a foto ao ver que ela tinha sido escolhida

chamados de dez em dez números os privilegiados entravam e escolhiam uma obra

Esse menino chegou cedinho, no meio da história o pai reclamava, "eu tenho uma criança , eu tenho que ficar na fila? O menino tá com fome." Acho eu que fome de arte! rsss

cada um que saía era um alívio ou uma tristeza

"Eu queria o quadro que saiu no jornal"

Cada um com um sorriso no rosto.

Essa obra é minha, eu tenho senha!

O Gejo é reconhecido pelo grafite do tatu amarelo, na minha vez de escolher, encontrei um tatu vermelho, não tive dúvida, bateu aquela minha vocação de “essência do feminino” e eu pirei ao imaginar que era uma tatu menstruada num fundo cheio de rendas e fricotes verde amarelo.

Bendito seja essa “maldito” a próxima edição 30 de abril

2 Comentários

Arquivado em ACONTECE, ARTE, BiADAGENS, IMPERDÍVEL, NEM TE CONTO!

Beauty for Ashes, das Cinzas à Beleza


sábado 20:00 véspera das eleições

MANIFESTO DO PIJAMA –

O artista Duda Penteado realiza uma performance com os estudantes do Instituto de Artes da UNESP, e interagindo com o público apresenta temas direcionados à inércia do ser humano frente as questões sociais, econômicas e políticas.

O Duda Penteado, artista plástico brasileiro e muralista, que vive e trabalha em New York, encerra a sua exposição no próximo sábado.  Quem ainda não foi é a última chance!

2 de Outubro, Sábado ,

SESC PINHEIROS!

Rua Paes Leme, 195 30959400 http://www.sescsp.org.br


19h – Cerimônia de doação do MURAL CONCEITUAL para o acervo da UNESP e homenagem aos estudantes participantes do projeto

Nos vemos lá!

Deixe um comentário

Arquivado em ACONTECE, ARTE

Keith Haring aos pés da Puma


Um dos ícones da pop art nos anos 80, Kate Haring foi o artista gráfico que levou a arte das ruas para as galerias, sua expressão era uma linguagem simplificada, figuras alegres  que pregava o amor entre as diferenças

Homossexual assumido, morreu vítima da AIDS. Ele foi mais do que um artista, foi um ativista pela prevenção do vírus HIV, da sua luta além da arte, ficou uma fundação ativa até hoje

Cadarço amarelo ou branco?

Um sneaker como se vc tivesse calçando um cartoon, muitos ícones do Keith Haring, cores primarias, grafismos, texturas contornos grossos, aspas.

Simplesmente o humor levado ao pé da letra.

Não resisti!


3 Comentários

Arquivado em ARTE, FASHION, IMPERDÍVEL, MEUS LOOKS, VIAJEI

Homenagem a Jay Colton


Jay Colton, fotógrafo premiado, editor da revista TIME americana por 20 anos, professor no ICP de New York e Universidades de Rochester e Vermont, teve um enfarte fulminante dia 18/09/2010, enquanto analisava o portfólio de um fotógrafo no Paraty em Foco.

Conheci Jay no ano passado, ele foi o co-fundador e curador do SP Photo Fest no MIS, organizado pelo Luiz Marinho. Eu participei de 3 workshops: fotografia com a Amy Arbus e a Scout Tufankjian, edição do Jay Colton. Com a Scout Tufankjian (fotógrafa que cobriu a campanha de Barack Obama) fomos fotografar no metro e no centro da cidade,

Foto de Bia Fioretti tirada no workshop da Scout Tufankjian. Essa imagem abriu o filme criado por Jay Colton na edição final das fotos do festival

Todos os  arquivos de fotos produzidas nos workshops do SP Photo Fest foram para aula de Edição de Imagem com o Jay . A dinâmica que ele propôs é a mesma que ele usava na revista e pra um diretora de arte e fotógrafa compulsiva, como eu, foi muiiiiiiiiiiito legal, bem prática pro dia-a-dia na agência.

workshop de edição com Jay Calton

Na seleção para o evento também inscrevi o meu portfólio de fotos do femininoMães da Pátria Resgate da Essência do Feminino Através das Parteiras”, fui selecionada para 2 leituras,  a  Scout e o Jay , coincidentemente (apesar do grande time de fotógrafos do evento era com eles que eu identificava meu trabalho).

Ter o trabalho analisado é uma experiência viceral, vc tem q tá aberto pra ouvir tudo. A Scout fez comentário sobre técnicas, o Jay elogiou os retratos e me mostrou uma visão complementar, ele disse que os rostos das parteiras eram tão interessantes que ele queria ver mais a respeito do universo que elas vivem, suas casas e modos de vida, o ambiente precisava contar uma história independente da presença humana na imagem. Realmente esse comentário agregou muita coisa no meu trabalho.

olha eu no mural clickada pelo Jay, essa foi uma obra que ele criou com todos do SP Photo Fest

Jay Colton era um crítico apaixonado pelo seu trabalho, de um respeito impar com a fotografia e as pessoas que se dedicam a ela. Apesar dele ter deixado muitos dos seus projetos pessoais sem conclusão, tenho certeza que ele colaborou com muitos fotógrafos a concluírem centenas de projetos e seus conselhos seguirão conosco.

Obrigada Jay Colton

1 comentário

Arquivado em ARTE, EXPERÊNCIA DE VIDA, Homenagem, INESQUECÍEL

Duda Penteado/11 de setembro


Ontem fui ao Mube na aula inaugural da Escola de Arte &Cultura da Academia BPW do Conhecimento-ABC e conheci o Duda Penteado uma artista brasileiro que faz sucesso em NY.

Duda nos contou que estava na varanda do seu ateliê, no dia 11 de setembro de 2001, durante o ataque ao World Trade Center e a sua percepção de artista foi como se estivesse vivendo dentro da pintura de Guernica de Picasso (1937)

Com esse gosto amargo na boca ele teve o insight de fazer uma releitura do Guernica com as Torres Gêmeas, surgiu a obra “Beauty for Ashes”. A obra se tornou um manifesto e um projeto social de Arte e a Educação que discute o nosso papel como seres coletivos e individuais num mundo globalizado e tá correndo o mundo, de NY passou pela China, Porto Rico, Espanha e Índia, agora está no Brasil no SESC Pinheiros

A abertura da exposição foi dia 11 de setembro, claro, com palestra do crítico George Preston, PhD Crítico de arte e professor emérito de História da Arte, City College – City University of New York.

Dica quente pro final de semana

SESC Pinheiros De ter a sex. das 10h às 21h e dom das 10h às 18h

amei essa imagem!

1 comentário

Arquivado em ACONTECE, ARTE, IMPERDÍVEL