Arquivo do mês: dezembro 2012

Onde foi parar a fita K7?


Não dá pra imaginar o mundo antes da fita K7. Me lembro um dia que meu pai herdou um gravador de rolo, era um tesouro e um trambolho. Depois esse rolo virou um carretel pequeno, facilmente transportado e customizado. Editar as próprias músicas, gravar as pessoas e poder transportar isso com vc pra todo canto foi revolucionário.

Os primeiros gravadores e as fita K7 foram criado pela Philips mas foi a Sony que surpreendeu, no final dos anos 70, com o walkman. Meu primeiro walkman, da Sony, ganhei de um namorado que o pai dele havia trazido do Japão, foi  dos presentes mais incríveis que já tinha ganho, era portátil, podia customizar as músicas e tinha um fone de ouvido revolucionário. Aquele foi o início do som individual precursor dos Ipods da vida, (e hoje não conseguimos nos imaginar sem eles).

Perguntei pra alguns amigos e muitos ainda guardam com carinho as relíquias dos seus K7s pessoais, mas nunca mais as ouviram e nem sabem se ainda funcionam.


Outro dia, no bazar Ser Sustentável com Estilo da @chiaragadaleta, me apaixonei por uma bolsa, feita em tear, com fita k7, meu saudosismo atacou e não resisti.

Mas, o que mais me intriga é imaginar o conteúdo das informações que tem dentro dessas fibras, música, uma gravação de uma festa, a voz de uma criança ou um mapa astral?

Qual o segredo guardado dentro desse tecido sintético feito em tear manual. Olho pra ela e penso lixo ou luxo? A customização da informação gravada em uma fita magnética, que já foi de alta tecnologia, foi trabalhada como uma fio natural.

Seja qual for a resposta vou passear por aí com essas informações incógnitas.

Anúncios

10 Comentários

Arquivado em ARTE, CUSTOMIZAÇÃO, EXPERÊNCIA DE VIDA, GLAMOUR, MEUS LOOKS, VIAJEI

Video Mapping


O Vídeo mapping é uma pintura de luz na arquitetura, é considerada o futuro da projeção. Uma ilusão ótica através do mapeamento do espaço físico, imagens são projetadas  direto na arquitetura sem tela de projeção

O Processo é complexo e exige uma superprodução, mas dá pra ter uma idéia nesse vídeo da Casa Botines, um prédio criado por Gaudi na Espanha. Fachadas, colunas, janelas, portas, qualquer superfície pode ser mapeada. A primeira fase é a planta, a analise da potencia do projetor e as suas distâncias, depois é criado o conteúdo em vídeo que é sincronizado, com a ajuda de um software, as imagens o som os projetores gerando uma ilusão de ótica ou cenários.

Ou pode ser feita uma mega interferência como esse outro video, em Houston no Texas, George R. Brown Convetion Center

Essa semana fiz um curso de mapping na Escola São Paulo com o videoartista e diretor de arteJosé Luiz Sampaio, que desenvolveu uma linguagem própria de video arte

Depois de 4 dias de curso ele mostrou seu trabalho no show da Blubell, uma cantora empoderadíssima, com personalidade própria, que ainda vai dar o que falar,  ela lançou dia 21/01/2010 o seu segundo CD no Sesc Pompeia, com participação de Baby Brasil (outra mulher revolucionária que fez história). O evento foi ótimo os videografismos integradissimos na música com a direção de arte  foi um fechamento de curso com chave de ouro.

Aqui vai uma palhinha da música da banda da Bluebell, que canta na abertura do Seriado Aline da rede Globo, agora a referência do trabalho do Zé vc terá que esperar o proximo show ou a próxima aula dele.

Agora, mais uma referência de mapping aqui no Brasil que circulou pela rede no ano passado se vc não viu, veja pelo menos o final surpeendente desse trabalho

4 Comentários

Arquivado em ACONTECE, AMBiANCE, ARTE, FASHION